Programa CSA - O modelo

O Programa CSA Partilhar as Colheitas começou em Setembro de 2015, inspirado no movimento mundial AMAP/CSA. O modelo praticado baseia-se no compromisso mútuo entre produtores e co-produtores (consumidores) por forma a viabilizar a prática da Agroecologia, tratar o alimento como um bem comum, e valorizar o relacionamento pessoal.

Produtor + Consumidor/co-produtor + Compromisso = CSA

Produtores e Co-produtores (consumidores) formam uma comunidade do Alimento que lhes permite uma verdadeira responsabilização sobre todas as envolventes do mesmo, Nutricional, Saúde, Social, Ambiental, Cultural, Económica, e Didática.

A partilha do risco praticada proporciona uma responsabilidade real sobre todas as fases da cadeia alimentar. Os acordos voluntários são estabelecidos por períodos de seis meses, com entregas semanais ou quinzenais, em torno de “quotas“ de alimentos, como hortícolas, frutas, pão, ovos, leite, carnes, sopa, para as quais é acordado um valor fixo relativo a uma quantidade media de produto, que pode ser superior ou inferior conforme a produção.

Trata-se de eficiência na cadeia alimentar não permitindo “desperdício” (Alimento como Bem Comum), e de cooperar, com a nossa Casa Mãe assumindo responsávelmente um papel de elemento do ecossistema (Agroecologia), mas trata-se essencialmente de criar comunidade (relações pessoais).

Centrada no alimento, mas com um âmbito integral através da opção de participação como cooperante na Cooperativa de Usuários do Freixo do Meio, Crl. O programa CSA Partilhar as Colheitas promovido pela Cooperativa de Usuários do Freixo do Meio, Crl, re-conecta pessoas com os ecossistemas que as alimentam.

Os Co-produtores (consumidores) beneficiam de comida fresca e não contaminada, pagam um preço justo por alimentos biológicos certificados, acedem à Agroecologia, a agricultura produzida por ecossistemas, apoiam e viabilizam a agricultura de proximidade, o mundo rural e a economia local e tem a oportunidade de, em conjunto com a sua família, aprender sobre o funcionamento dos ecossistemas produtivos, tornando-se mais conscientes e participativos acerca dos processos que possibilitam a vida.

Os Agricultores têm um rendimento digno e estável produzindo comida de uma forma responsável e harmoniosa com o nosso planeta, tem a satisfação de saber para quem produzem, o que os incentiva a fazê-lo de uma forma mais cuidada, responsável e recompensadora, e libertam-se do trabalho comercial permitindo um enfoque na missão de produzir.

A informação e a decisão sobre todos os aspectos da cadeia alimentar é partilhada e tomada democraticamente. São mútua e previamente estabelecidos os Compromissos e Princípios relativos ao Programa.

Download: PDF - Programa CSA